Gente Buscando Gente

Quadro Desaparecidos, 22 de agosto de 2013



Na quinta-feira de cada semana, parentes vão até a Praça Getúlio Vargas em Governador Valadares em busca de notícias dos entes queridos.

Lá elas participam do “Quadro Desaparecidos” ao vivo no programa Balanço Geral da TV Leste. O repórter Edson Lima entrevista cada pessoa para que o telespectador da emissora tome conhecimento das histórias de busca.

Representantes da ONG Gente Buscando Gente realiza o cadastro dos casos para um acompanhamento posterior que já encontrou quase 1600 pessoas em 19 estados brasileiros.




José Pinto de Souza procura pelos irmãos:

JOAQUIM PINTO DE SOUZA
ANA PINTO DE SOUZA
MARIA PINTO DE SOUZA
GERÔNIMO PINTO DE SOUZA
LÚCIA PINTO DE SOUZA


Ele saiu de casa quando morava no Horto da Serraria em Periquito – MG, na época tinha 11 anos, quando veio para Governador Valadares.

Depois de alguns anos sua mãe e o pai também vieram para Valadares trazendo todos os irmãos. Eles moraram no Bairro Carapina.

Soube que a mãe apresentou problemas mentais e o pai teria abandonado ela juntamente com os sete filhos na estação ferroviária da cidade.



Dalva dos Reis de Andrade procura pelos irmãos JOSÉ DOS REIS DE ANDRADE, ANTÔNIO DOS REIS DE ANDRADE, NEDINA DOS REIS DE ANDRADE, MARIA DOS REIS DE ANDRADE e RAIMUNDA DOS REIS DE ANDRADE. Ela não sabe do paradeiro deles há 60 anos.


Tereza Maria de Oliveira procura pela mãe ANA MARIA DE OLIVEIRA, que tem o apelido de “Santa” e tem hoje cerca de 80 anos. Também pelos irmãos JOSÉ DE OLIVEIRA, que teria viajado com um parque; e DERLI CARVALHO DE SOUZA, que teria ido para Montes Claros.

Dona Tereza foi criada pela madrinha após a morte do pai. Ela tinha contato com a mãe, porém o irmão se mudou com a mãe. Eles teriam ido para Carvoeira, região de Montes Claros.



Maria Gonçalves de Azevedo procura pelo irmão OSWALDO FERNANDES SOARES que desapareceu em Governador Valadares em 11 de abril de 2007. Ele faz uso de medicamentos controlados.


Augusta Gomes Rodrigues procura ANÍZIA RAMOS DE PAULA que tem cerca de 74 anos e pelo filho dela ADÃO LUIZ RAMOS DE PAULA que tem cerca de 50 anos.

Há três anos ela não tem notícias do Adão, e há quase cinco não sabe da Anízia.


Carlos Rodrigues falou sobre a importância de centralizar o recebimento das informações dos casos mostrados no Quadro Desaparecidos em um só telefone fornecido pela entidade.