Gente Buscando Gente


Na tarde de ontem (18), visitamos a dona Iracy em Governador Valadares (MG).

Ela é uma pessoa muito ligada à ONG Gente Buscando Gente.

Em 2008 procurou nossa ajuda para localizar duas primas.

Já em 2011 conseguimos colocá-la em contato com uma delas depois de 40 anos.

Muito agradecida nos doou uma impressora que é utilizada até nos dias de hoje. 

Agora seguimos em busca da outra prima ANTÔNIA ROSALINA DE LIMA AMÂNCIO que vai completar 70 anos.

Visita a Barra do Cuieté, distrito de Conselheiro Pena (MG)


No domingo (12), estivemos no distrito de Barra do Cuieté em Conselheiro Pena (MG). 

Fomos lá conhecer três histórias de busca que em breve serão divulgadas.

Na primeira uma mãe que há mais de 50 anos não tem certeza do que aconteceu com uma criança de seis anos que após dez meses de internação, foi comunicada pelo hospital do falecimento, mas não foi apresentado a ela a certidão de óbito ou outro documento.

A segunda de um pai que desde 2009 não tem informações do filho que teria ido para o Estado de São Paulo a procura de trabalho.

Já a terceira, a de uma mãe que há mais de 10 anos não recebe notícias da filha que foi para Portugal.

Buscas solitárias. Mas que não são esquecidas com o passar dos anos. Ficando a ESPERANÇA presente em cada um destes corações.

APOSTANDO EM NOVOS REENCONTROS


A TV Leste, afiliada da RecordTV na região de Governador Valadares está preparando uma reportagem especial sobre o trabalho da ONG Gente Buscando Gente.

Esta foto é dos bastidores da entrevista que aconteceu
na emissora na manhã de ontem (8).

Sétimo mês da campanha ‘CARA A CARA COM O DOADOR’
pelas ruas de Governador Valadares (MG).

Com ela mantemos o sonho de ajudar mais pessoas.



Um acontecimento que marcou muito o nosso trabalho.

O reencontro das quatro irmãs depois de 46 anos.

Procura pelas irmãs


Na tarde de sexta-feira (3), recebemos o ‘Seu Antônio Pereira’ de 88 anos.

Ele procura pelas irmãs FLORA PEREIRA DA SILVA  e TEREZA PEREIRA DA SILVA.

A FLORA estaria morando na cidade de Andradina (SP). Já a TEREZA, em Campo Grande (MS). 

É um caso com poucas informações e lembranças. Ele sabe apenas dizer que ambas já estão com mais de 60 anos.

TEVE FIM UMA BUSCA DE 50 ANOS!


Na pequena cidade de Santa Teresa (ES), na região central do estado, duas irmãs se reencontraram.

O reencontro só foi possível após um ano e dez meses de trabalho da ONG Gente Buscando Gente no caso.

Uma das irmãs é de Conselheiro Pena, no Leste de Minas Gerais. Já a outra é moradora da cidade capixaba.

Quase 300 km separavam as duas irmãs que agora poderão escrever novas páginas desta história que passou 50 anos em branco.




Nesta semana completaram 8 anos do assalto em nossa ONG.

Na ocasião tiros chegaram a ser disparados no interior da entidade e entre outras coisas, foi levado um computador notebook que continha todos os arquivos das buscas pelos desaparecidos que haviam sido produzidos em dois anos.

Com a Graça de Deus e com o apoio de algumas pessoas, nosso trabalho continuou e conseguimos refazer os arquivos e adquirir outro computador.

A luta é grande. Mas já conseguimos localizar mais de 5 mil pessoas em quase dez anos de trabalho.


Foi a busca da avó por uma filha biológica
que motivou Carlos Rodrigues a criar a ONG em 2007.

Desde então, reencontros emocionantes acontecem em todo o Brasil.

‘Cara a cara com o doador’


Sexto mês da campanha ‘CARA A CARA COM O DOADOR’ pelas ruas da cidade.

É com estas doações que levamos ESPERANÇA para aqueles que buscam quase sempre sozinhos por um parente desaparecido ou que tenha perdido o contato.

Buscamos voluntários designers!


A ONG GENTE BUSCANDO GENTE está buscando voluntários que tenham conhecimentos de Design e produção Gráfica para nos ajudar com as questões do dia a dia. Um cartaz, uma arte para o facebook, blog, banners. E com alguns projetos pontuais.

INTERESSADOS ENTRAR EM CONTATO INBOX PELA PÁGINA.

Desaparecido


A Valadarense Marilene vive uma angústia desde que o filho JOÃO PAULO LIMA DOS SANTOS de 19 anos desapareceu em dezembro de 2015.

Emocionada ela disse recordar da noite de sábado por volta das 22 horas quando percebeu que ele não se encontrava na casa da família no bairro Vitória e saiu procurando nos arredores, mas sem êxito.

João Paulo fazia uso de medicamentos controlados por apresentar problemas mentais.

BUSCAMOS VOLUNTÁRIOS DESIGNERS!


A ONG GENTE BUSCANDO GENTE está buscando voluntários que tenham conhecimentos de Design e produção Gráfica para nos ajudar com as questões do dia a dia. Um cartaz, uma arte para o facebook, blog, banners. E com alguns projetos pontuais.

INTERESSADOS ENTRAR EM CONTATO INBOX PELA PÁGINA.


Um bom designer faz toda a diferença. Aguardamos você em nossa equipe!


Em 2014 Paulo reencontrou o pai na cidade de Aimorés depois de 47 anos.

Foi sua esposa Natalia quem pediu a ajuda da ONG Gente Buscando Gente.

Agora todo ano eles vem a Minas Gerais passear e rever os familiares e amigos.

SAIBA POR QUE CRIAMOS A ENTIDADE


A ONG Gente Buscando Gente existe há quase dez anos, e a inspiração para esse trabalho surgiu da experiência vivida por Penha da Conceição, avó do diretor Carlos Rodrigues.

Há 60 anos ela procurava pela filha biológica IDALINA PEREIRA que devido às baixas condições financeiras da família na época, teve que ser entregue à adoção. Tendo sido adotada por um casal na cidade de Vila Valério, no Espírito Santo.

Seu caso teve bom andamento, porém não tivemos mais tempo para alcançar o desfecho final e ela faleceu na cidade de Conselheiro Pena (MG), em novembro de 2012 aos 86 anos sem rever a filha.

Acompanhando esta busca é que passamos a auxiliar nas demais, e o resultado foi a criação da ONG em 2007.


De lá pra cá a iniciativa já localizou mais de 5 mil pessoas pelo Brasil afora. O que levou o trabalho a ser destaque nacional em dois programas de televisão.

A dificuldade de manter nossa iniciativa foi notícia em diversos jornais e televisões ao longo desta caminhada.

Com a graça de Deus e a ajuda dos Valadarenses, estamos chegando a 10 ANOS DE EXISTÊNCIA COM MAIS DE 5 MIL LOCALIZAÇÕES PELO BRASIL.

Aqui recordamos uma reportagem de 27 de junho de 2008 do Diário do Rio Doce.


Jaciara e Raquel – Duas importantes captadoras de recursos. 

Gente Buscando Gente – Um trabalho mantido com doações.


Na última quinta-feira (8), de uma forma bem alegre e já em clima natalino, finalizamos o quarto mês da campanha ‘CARA A CARA COM O DOADOR’ na Avenida Minas Gerais em Governador Valadares (MG).

É através dela que levamos ESPERANÇA para aqueles que buscam quase sempre sozinhos por um parente desaparecido ou que tenham perdido o contato.

Com os valores arrecadados estamos preparando uma GRANDE SURPRESA para os apoiadores e contemplados pela iniciativa criada há quase 10 anos.


SAIBA COMO ESTÁ SENDO USADO O DINHEIRO arrecadado nas ruas de Governador Valadares!

A venda do cartão de Dois Reais pelas ruas do centro está tornando possível a compra de itens necessários para o atendimento.

AQUI DUAS NOVAS CONQUISTAS! Um frigobar e um ventilador.

Produtos novos, adquiridos em nome da organização, conforme as notas fiscais.


Para fazermos algo grande, importante e que nos traga orgulho, precisamos fazer em EQUIPE.

Gente Buscando Gente – Um trabalho mantido com doações.


O coordenador de campanhas MARCOS BARBOSA ao lado de Carlos Rodrigues, um dos criadores da ONG GENTE BUSCANDO GENTE.


CARA A CARA COM O DOADOR – Trabalho realizado pelas meninas que apresentam a ONG e fazem o pedido da doação que está mudando a realidade do projeto.




Na última terça-feira (8), fechamos o dia comemorando o terceiro mês da campanha ‘CARA A CARA COM O DOADOR’ na Avenida Minas Gerais em Governador Valadares (MG).

Através dela é que levamos ESPERANÇA para aqueles que buscam quase sempre sozinhos por um parente desaparecido ou que tenham perdido o contato.


Com os valores arrecadados estamos preparando uma GRANDE SURPRESA para os apoiadores e contemplados pela iniciativa criada há quase 10 anos.





CARA A CARA COM O DOADOR – Trabalho coordenado por Marcos Barbosa e realizado pelas meninas que apresentam a ONG e fazem o pedido da doação que está mudando a realidade do projeto.





Ressaltamos sempre que nosso trabalho não se resume em uma página de rede social para compartilhar fotos de desaparecidos.

Somos uma organização não governamental que realiza levantamentos e viagens no intuito de localizar nossas pessoas.

As divulgações que fazemos aqui são apenas uma extensão deste trabalho.


Somos uma equipe


Ninguém é nada sozinho. E se queremos fazer algo grande, importante e que nos traga orgulho, precisamos fazer em equipe.

Alcançar o sucesso com um esforço coletivo é muito mais prazeroso.


Agora GRANDES amigos!


Nosso diretor Carlos Rodrigues com o Sidney Eleno, que contou com o trabalho da ONG para encontrar a mãe biológica.

A localização aconteceu na cidade de São Paulo (SP).


Reportagem


O Jornal Diário do Rio Doce deste domingo (11), trás uma matéria sobre a campanha dos cartões que iniciamos no mês passado nas ruas de Governador Valadares (MG).

A maior parte do valor arrecadado servirá para custear a abertura da sede da ONG na região central da cidade.

Esta é uma demanda antiga. O espaço de atendimento que mantínhamos no bairro Esperança foi fechado em 2009 e, desde então funcionamos em locais cedidos, mas improvisados.

Já a outra parte das doações servirá para o pagamento de despesas fixas e para ajuda de custo oferecida a cada voluntário que trabalha exclusivamente com a campanha na rua.


Vencendo as dificuldades com a ajuda dos VALADARENSES


Esta reportagem é de fevereiro de 2010. Vivíamos o terceiro ano da nossa iniciativa.

Sem uma boa estrutura, buscávamos apoio junto a Câmara e Prefeitura Municipal.

A ajuda não veio. Mas insistimos, e com a venda de canetas, camisetas e cartões, chegamos até aqui.

Já são quase 10 anos unindo pessoas e corações separados pelo destino.

ASSISTA!

video

Obs.: Nesta época ainda não tínhamos adotado o nome fantasia ‘Gente Buscando Gente’, e nosso diretor também não usava o colete e chapéu (ou boné), inspirado no peruano Davi Nostas.

* Este trecho é de uma entrevista exibida no MGTV 1º Edição, quando a TV Leste ainda era afiliada da Rede Globo.

Gente Buscando Gente – Um trabalho mantido com doações


Hoje iniciamos uma nova campanha.

Já no primeiro dia, dezenas de pessoas acreditaram em nosso esforço.

Junto a uma breve apresentação da ONG, há um pedido de doação, e quem a faz, leva um cartão que simboliza as atividades.

Dois Reais pode ser quase insignificante para quem doa, mas faz toda a diferença para mantermos o atendimento.




Outra forma de ajudar é fazendo uma doação de qualquer valor em nossa conta.

Caixa Econômica Federal

Agência: 0116      Operação: 003      Conta Corrente: 1585-2


Favorecido: Instituto de Busca e Localização de Desaparecidos

Fim da angústia


Depois de quase cinco meses de angústia para uma família de Governador Valadares, teve fim a esperança de encontrar com vida o professor NELCINO RODRIGUES VALENTIM de 50 anos, desaparecido desde dezembro.

Após o carro dele, um Fox 1.6 prata, ser encontrado no último sábado (14) pela polícia na cidade de Nova Venécia (ES), e tomarem conhecimento do desaparecimento, começou a ser considerada a hipótese de que um corpo que permaneceu no IML de São Mateus (ES) desde 31/12/15 e que foi enterrado como indigente, seria de Nelcino.

Neste final de semana um reconhecimento visual de fotografias do corpo apontou se tratar mesmo do professor. Segundo a polícia um exame de DNA agora será feito para que não haja nenhuma dúvida.

Nelcino foi visto pela última vez na Avenida Brasil ao sair de uma lanchonete em Valadares no início da madrugada do dia 29 de dezembro de 2015.

Após sua última aula, às 22h20, em um colégio no centro da cidade, foi a um “gauchão” e a partir daí não foi mais visto e seu carro também não havia sido encontrado.

Menos assistencialistas, mais protagonistas.


Aos poucos estamos adquirindo alguns equipamentos que contribuem para a melhora do serviço social que prestamos.

Quem conhece o nosso trabalho sabe que isso só tem sido possível depois que deixamos de funcionar de forma assistencialista e passamos a ser mais PROTAGONISTAS.

Sendo esta a tendência para o Terceiro Setor. Quando seus líderes deixam de ser vistos como meros pedintes e passam a adotar a imagem de INVESTIDORES SOCIAIS.


Estados Unidos


O jornal BRAZILIAN PRESS que é voltado para a comunidade brasileira nos ESTADOS UNIDOS, está preparando uma matéria sobre a gente.

A previsão é que seja publicada na semana que vem.

CURTA a página www.facebook.com/brazilianpress.newspaper e saiba mais.



Presentinho para o nosso diretor CARLOS RODRIGUES que terá que se acostumar com a modernidade e passar a tirar lindas selfies com as pessoas atendidas pela entidade...


www.facebook.com/GenteBuscandoGente



Nossa página recebeu o SELO DE VERIFICAÇÃO pelo Facebook

O selo é concedido a organizações, celebridades, jornalistas, governos, além de marcas e empresas populares.

Com ele é possível saber rapidamente se uma página na rede social é autêntica.

NOTA:

Nosso trabalho não se resume em uma página de rede social para compartilhar fotos de desaparecidos.

Somos uma organização não governamental que realiza levantamentos e viagens no intuito de localizar nossas pessoas.

As divulgações que fazemos aqui são apenas uma extensão deste trabalho.



Nuestra pagina recibió hoy el SELLO DE VERIFICACIÓN por el facebook

El sello es concedido a organizaciones, celebridades, periodistas, goviernos, así como las marcas y empresas populares.

Con el es posible saber rapidamente si una pagina en la red social es auténtica.

NOTA:

Nuestro trabajo no se resume en una pagina de red social para compartir fotos de desaparecidos.

Somos una organización que no pertenece al govierno que realiza inveatigacion y viajes para poder localizar a personas.

Las informaciones que damos por este medio son apenas una muestra de nuestro trabajo.

Procura pelo irmão desaparecido


Foi exibida hoje na 1ª Edição do MGTV, a reportagem sobre o desaparecimento de pessoas.

Um dos casos abordados é acompanhado pela nossa entidade.

Maria Gonçalves procura pelo irmão OSWALDO FERNANDES SOARES que sumiu em Governador Valadares (MG) em janeiro de 2014.

Está é a segunda vez que o ex-mecânico desaparece. Em 2013 conseguimos localizá-lo vivendo como morador de rua na cidade de Itaguaçú, no Norte do Espírito Santo, distante 230 km de onde desapareceu.

Ele possui transtornos mentais e sem fazer uso de remédios e os cuidados da família, não consegue levar uma vida normal. Então certamente voltou a morar nas ruas.

video

Reportagem


A Inter TV, afiliada da Rede Globo, está produzindo uma reportagem sobre o desaparecimento de pessoas. Provavelmente será exibida hoje no MGTV 1ª Edição.

Uma das personagens é a Maria Gonçalves que procura pelo irmão OSWALDO FERNANDES SOARES.

O ex-mecânico sumiu em Governador Valadares (MG) em janeiro de 2014.

Está é a segunda vez que ele desaparece. Em 2013 conseguimos localizá-lo vivendo como morador de rua na cidade de Itaguaçú (ES), distante 230 km de onde desapareceu.

Ele possui transtornos mentais e sem fazer uso de remédios e os cuidados da família, não consegue levar uma vida normal. Então certamente voltou a morar nas ruas.


Casos em aberto


Enviei a minha história já há alguns anos. Porque demora tanto? Vocês pararam de procurar?

PERGUNTAS COMO ESTA SÃO RESPONDIDAS EM NOSSO SITE

Visite e entenda como funciona a ONG Gente Buscando Gente.

http://gentebuscandogente.org.br/perguntas-frequentes  

Nesta entrevista nosso diretor Carlos Rodrigues falou sobre o que é feito com os casos que permanecem em aberto na entidade. Mencionou também o ciúme gerado entre as famílias a cada novo reencontro promovido.


* Vídeo gentilmente cedido pela TV Leste, afiliada da Rede Record em Minas Gerais.

video

Entenda como foi encontrada a moto de ADRIANA TERUMI ONAKA DE BELLI


A mototaxista desapareceu em Ipatinga (MG) em fevereiro de 2005

No início da noite de sexta-feira, 26 de fevereiro, dois jovens passavam pelo Morro das Lavadeiras, entre os bairros Bom Jardim e Horto, e um deles passou mal e resolveu entrar para o meio do mato, ele notou um relevo no terreno como se algo estivesse enterrado e notou que se tratava do painel de uma moto.


Como estava escurecendo, ele foi embora, porém contou a descoberta para o irmão, um policial militar de Belo Horizonte que estava na região. Os dois resolveram voltar ao local na manhã de sábado para verificar o achado com mais cuidado. Os irmãos acionaram uma equipe da Polícia Militar, pois ao removerem a terra, descobriram que se tratava de uma moto Honda Titan azul ano 2001, placa GZZ-8317.

No sistema de dados do Detran, constava que era uma motocicleta dada como roubada desde o dia 26 de fevereiro de 2005. Para a surpresa dos policiais, era a moto da descendente de japoneses ADRIANA TERUMI ONAKA DE BELLI, que desapareceu há exatamente 11 anos, enquanto trabalhava como mototaxista na cidade e foi acionada para uma corrida ao bairro Bom Jardim.

Junto ao veículo, os policiais encontraram pequenos ossos, que foram recolhidos e encaminhados para análise no Instituto Médico-Legal (IML) de Ipatinga para saber se são humanos ou de animais. Se for humano, as amostras serão enviadas para o Instituto de Criminalística em Belo Horizonte para que seja feito o teste de DNA com os familiares dela.

*Com informações do Jornal Diário do Aço.

*Foto da moto: Gizelle Ferreira / Programa Plantão Policial / Rádio Vanguarda AM.

UM TRABALHO MANTIDO COM DOAÇÕES


Três Reais por mês pode ser quase insignificante para quem doa, mas faz toda a diferença para mantermos o atendimento aos familiares de pessoas desaparecidas.

Uma campanha lançada em dezembro passado possibilita que os valadarenses doem por meio da conta de água do SAAE.

A ONG não recebe dinheiro público e a procura pelos desaparecidos é financiada com campanhas próprias, junto a pessoas que simpatizam com a iniciativa.

Muito mais do que ajudar a entidade, a contribuição une pessoas e corações separados pelo destino.


A entidade também recebe doações pela Caixa Econômica Federal

Agência: 0116      Operação: 003      Conta Corrente: 1585-2

Favorecido: Instituto de Busca e Localização de Desaparecidos

Esperança


Dona Lucinalda de Oliveira de 59 anos procura por um filho que desapareceu em Vitória (ES) há pouco mais de oito anos.
Hoje pela manhã ela veio até a entidade acompanhada da filha Sinara em busca de ajuda para encontrá-lo, e foi recebida pelo nosso diretor Carlos Rodrigues.
Por enquanto nenhuma informação do filho será divulgada. O caso passará primeiro por um levantamento realizado pelos nossos voluntários.



Procura a mãe biológica


Juliana está hoje com 28 anos. Da sua história sabe apenas que nasceu em 16 de fevereiro de 1988 em Governador Valadares, Minas Gerais, e que sua mãe biológica se chama “Maria do Carmo”.

Ainda no hospital Maria do Carmo teria escolhido um nome para ela. Seria “Rosimere”. Mas quando finalizou o trabalho de parto e retornou para casa no bairro Jardim Pérola, teve uma discussão com o marido e resolveu deixar a menina com ele e sair de casa. Desde então ninguém mais soube dela.

O pai ficou com a filha por poucos dias e resolveu deixá-la aos cuidados de “Neuza”, que trocou seu nome para Juliana Reis Celestino e a criou até a fase adulta, sem nunca ter escondido que ela era apenas a mãe adotiva.

Mesmo com o receio de que o sentimento da filha adotiva por ela possa mudar quando encontrar a mãe biológica, Neuza sempre a acompanha em suas tentativas, como fez nesta entrevista.

Juliana sabe que o pai já faleceu e que possui poucas informações da mãe, mas não perde a esperança. Seu caso é acompanhado pela nossa entidade desde 2013.

Ele já está em contato com o sobrinho

Manoel Nicolau da Cunha de 71 anos conheceu a ONG Gente Buscando Gente através de reportagens na TV e resolveu buscar ajuda para localizar o sobrinho Ernesto Inácio da Cunha, que em 1975 com a idade por volta dos 15 anos, saiu de Frei Inocêncio no interior de Minas Gerais, e foi para a cidade de Jacareí no Estado de São Paulo a procura de trabalho.


Nós chegamos a constatar a passagem do seu sobrinho por outras cidades do país, mas foi em Iporá (GO) que esta busca de quase 40 anos teve fim. Lá encontramos o Ernesto, já com 54 anos. Eles ainda não se viram pessoalmente, mas já se comunicam por telefone.

O diretor da entidade, Carlos Rodrigues, que acompanhou este caso, afirma que era muito comum esta perda de contato entre familiares. E esclarece que na época em que Manoel e o sobrinho perderam o contato, o Brasil só se comunicava através de cartas e telegramas. Internet não existia e telefone era exclusividade de pessoas com situação econômica bem definida.

Manoel vive agora a expectativa do reencontro.

Procura pelo irmão desaparecido


Maria dos Anjos procura pelo irmão SÉRGIO DE SOUZA LIMA que desapareceu em Governador Valadares em setembro de 2011. Hoje ele tem 51 anos.