Gente Buscando Gente

São Paulo

Jovem desaparece e família recorre às mídias sociais para localizá-lo em SP

Denis Gatti, de 19 anos, está desaparecido desde a noite de segunda-feira.

Estudante foi visto pela última vez na Estação Sacomã do Metrô.

A família do estudante Denis Gatti, de 19 anos, vive momentos de angústia desde o início da noite de segunda-feira (18), quando a mãe o deixou na Estação Sacomã, na Zona Sul da capital, do Metrô, por volta das 18h. Desde então, o jovem está desaparecido.

Desesperado, o irmão de Denis, Bruno Gatti, de 23 anos, realiza buscas na região para tentar localizá-lo. Para ajudar nas buscar, criou uma página no Facebook na qual postou fotos do irmão mais novo. Desde terça-feira (19), a página já foi compartilhada por mais de 100 mil internautas.

De acordo com Bruno, o irmão saiu de casa vestindo jaqueta preta, camiseta azul escuro, calça jeans também escuro e chuteira prateada. À família, ele disse que iria assistir a uma palestra inaugural em um cursinho pré-vestibular na Ana Rosa, próximo à região da Avenida Paulista.

Naquele dia, a mãe o levou até a estação e depois não o viram mais. Por volta das 19h daquela segunda-feira, a mãe, segundo Bruno, teria recebido a seguinte mensagem no aparelho celular dela: “Amo todos vocês”. Depois disso, não houve mais qualquer contato por parte de Denis, de acordo com o irmão.

“Achamos que era uma brincadeira. Mas minha mãe começou a ligar para ele na noite de segunda-feira e ele não atendeu às ligações”, disse Bruno. No dia seguinte, terça-feira, Bruno foi ao cursinho, onde ficou sabendo que as aulas já tinham começado desde a semana passada e que o irmão dele nunca as frequentou. Em seguida, iniciou as buscas, primeiro pelo Instituto Médico Legal (IML) e avisou ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil do desaparecimento.

Segundo Bruno, a polícia está analisando as imagens do Metrô. Além disso, rastrearam o sinal do aparelho celular de Denis, nos dias seguintes ao desaparecimento. “Pelo sinal, parece que ele está tentando encontrar o caminho de casa, mas não consegue. Infelizmente, o aparelho agora está descarregado”, contou Bruno. O cursinho não havia liberado o acesso às imagens do seu circuito interno de segurança até as 23h30 desta quinta-feira (21).

De acordo com Bruno, o irmão manteve a rotina dias antes do desaparecimento, não levantando qualquer suspeita por parte dos familiares. Com ele, ao sair de casa, levou apenas R$ 10 e o bilhete único de Bruno.

“Ele não tinha problema de depressão, mental, nada disso. Chequei as caixas postais dos e-mails dele e não há nada que indique algo diferente da rotina dele. A única coisa é que ele é uma pessoa introvertida, apenas isso”, relatou Bruno.

Enquanto Denis não aparece, a família passa por momentos difíceis. “A gente não come direito, não dorme direito. Meu pai e minha mãe choram a todo momento. É uma situação muito difícil. Estamos um pouco mais calmos depois que conseguimos rastrear o sinal do celular dele, que indica que ele está por esta região”, afirmou.

Com ajuda das mídias sociais, ele espera encontrar o irmão o quanto antes. “As pessoas têm ligado e nos dado muitas pistas. Ninguém passou um trote até agora. Todos têm sido muito solidários. Agradeço muito a todos que estão ajudando isso nesta busca”, finalizou.

Para fornecer informações sobre o paradeiro de Denis, é só ligar para o telefone (11) 9-8416-7408.

* Do Portal de Notícias G1.