Gente Buscando Gente

Menos assistencialistas, mais protagonistas.


Aos poucos estamos adquirindo alguns equipamentos que contribuem para a melhora do serviço social que prestamos.

Quem conhece o nosso trabalho sabe que isso só tem sido possível depois que deixamos de funcionar de forma assistencialista e passamos a ser mais PROTAGONISTAS.

Sendo esta a tendência para o Terceiro Setor. Quando seus líderes deixam de ser vistos como meros pedintes e passam a adotar a imagem de INVESTIDORES SOCIAIS.