Gente Buscando Gente

Mãe desesperada com filho desaparecido há dois meses

Quebra de sigilo telefônico foi deferida há poucos dias, diz delegado

O jovem eletricista Rodrigo Alonso Lopes, 28 anos, está desaparecido há 55 dias, para desespero de sua mãe, Maria Lopes Rodrigues, que disse à reportagem do Planeta News, que seu coração de mãe tem absoluta certeza de que Rodrigo está bem, mas sua angustia só aumenta e é grande a revolta com a demora nos trabalhos de investigação e falta de notícia sobre seu paradeiro.

Maria lembra que seu filho desapareceu no último dia 20 de junho, após regressar de Fernandópolis, onde esteve trabalhando por 15 dias prestando serviços para a empresa em que trabalhava, uma construtora que tem sede em Barretos. No mesmo dia Rodrigo saiu na companhia de dois amigos, dirigindo seu veículo, um Astra de cor preta. Um deles, Janielson Daniel Adelino, de 20 anos, natural do Estado de Pernambuco, também está desaparecido. O outro acompanhante é conhecido como “Flamenco”.

Por volta das 14h daquele dia, os rapazes foram para um rancho às margens do Cachoeirinha, retornando à cidade por volta das 20h, quando deixaram o “Flamenco” em casa e retornaram para o rancho. Segundo o rancheiro, Rodrigo e Janielson permaneceram no local até por volta das 23h. Depois disso, segundo testemunhas, vieram para o bar do Beto, na Cohab III, e depois se dirigiram, já por volta das 0h, para uma boate conhecida como “Bar do Turvo”, na vicinal que liga Olímpia à Tabapuã, ultimo local em que foram vistos.

Segundo Maria, nestes 55 dias do desaparecimento de seu filho, não houve um só momento em que perdesse a esperança de encontra-lo bem: “É desesperadora essa espera, ainda mais com as dificuldades e demora no trabalho da polícia. A maioria das testemunhas, os amigos que o viram no dia do sumiço e até o rancheiro fui eu quem procurou e, com meu próprio carro, levei para serem ouvidos. Ainda espero o resultado da quebra do sigilo telefônico, já são quase dois meses. Teve o caso de uma professora em Catanduva que em dois dias já tinham todas as últimas chamadas listadas, mas meu filho é pobre, não é filho de gente importante. Queria ver se fosse o contrario e eles precisassem do meu trabalho para salvar a vida do filho deles pra ver se ia demorar assim! Como pode quase dois meses para um juiz deferir um pedido assim? Não houve um só dia nesse tempo todo que não passei na delegacia em busca de notícias do meu filho, mas nem delegado me atende, só falo com o escrivão. São duas famílias desesperadas, pois a mãe do outro rapaz desaparecido, que mora em Pernambuco, me liga todos os dias também, será que não vêm que são duas mães em desespero?”, desabafou.

A reportagem do Planeta News ouviu o delegado titular da Delegacia de Policia de Olímpia, Marcelo Puppo de Paula. Ele disse que o Inquérito policial que investiga o desaparecimento dos dois rapazes foi instaurado no dia 17 de julho, e é presidido pelo delegado, Dr Ricardo Afonso Rodrigues, e que já no dia 18 de julho o mesmo pediu à Justiça a quebra do sigilo telefônico. “O pedido de inquérito só chegou às nossas mãos no dia 17, pois a queixa do desaparecimento foi feita em Barretos e, posteriormente, encaminhada para Olímpia. Depois da instalação da Vara Criminal, dificultou muito nosso trabalho. Antes tínhamos três juízes que atendiam a demanda civil e criminal, agora ficou um só Juiz titular da vara especializada. Recentemente foi deferido o pedido de quebra do sigilo, e os ofícios às operadoras foram encaminhados. Não podemos determinar em quanto tempo serão respondidos, mas temos ouvido algumas pessoas, inclusive uma que seria namorada dele e que trabalhava na Boate, de nome Jéssica, e demais testemunhas que alegam que os dois estavam muito embriagados quando deixaram o local. O que mais intriga é o sumiço do carro, que pode muito bem estar escondido em algum canavial. Não houve nenhuma movimentação bancária dos desaparecidos e incluímos a placa do veículo no sistema nacional de radar, ou seja, se o carro estivesse circulando já teria passado por algum radar e seriamos informados. Apesar da morosidade burocrática, estamos sim trabalhando em busca de esclarecimento sobre o desaparecimento dos rapazes”, concluiu.


*Do Jornal Planeta News.