Gente Buscando Gente

Estudante de RO desaparece na Bolívia após ser vista em restaurante

Jovem retornou ao país depois de passar férias em Vilhena, e desapareceu.

Último contato de Cristhielem Kruger Pomin foi feito por rede social.

A família de uma estudante de 26 anos, de Cerejeiras (RO), busca pistas da jovem, que estuda medicina em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, e estaria desaparecida desde o dia 2 de fevereiro, quando foi vista em um restaurante na cidade.

Cristhielem Kruger Pomin passava férias de fim de ano em Vilhena (RO) e no dia 22 de janeiro embarcou para Santa Cruz de La Sierra. De acordo com a empresária Ivete Kruger, tia da estudante, o último contato feito pela jovem foi no dia 2 de fevereiro, quando postou uma mensagem em uma rede social. “Ela entrou em contato no dia 30 de janeiro com a mãe, e depois disso fez essa postagem”, diz.

O boletim de ocorrência foi registrado na manhã de segunda-feira (17). Segundo a Polícia Civil, por se tratar de um caso ocorrido em outro país, pouco pode ser feito, mas, caso a família peça, a rede social da estudante poderá ser monitorada.

Ao G1, a tia de Cristhielem explica que os amigos já foram contatados. “Primeiro buscamos outros meios, falamos com amigos e pessoas que convivem com ela na Bolívia. Apenas uma delas disse que a viu em um restaurante no dia 2 de fevereiro, desde então ninguém mais teve notícias”, conta. De acordo com Ivete, o primeiro contato com o Consulado Brasileiro na Bolívia aconteceu na sexta-feira (14), mas ainda não há novidades.

A mãe da jovem desaparecida reside em Cerejeiras e está à caminho da cidade boliviana, acompanhada de um parente, para buscar pistas que levem ao paradeiro da filha. Ivete revelou que, apesar de a estudante morar há três anos no país, a relação com a família sempre foi muito próxima. "Ela e a mãe sempre foram muito amigas e se falavam direto. Não sabemos o que pode ter acontecido", diz.

A família pede para que, caso alguém tenha visto Cristhielem ou tenha alguma informação, entre em contato pelos telefones 190, (69) 3322-3001 ou (69) 8117 9029.

* Do G1.