Gente Buscando Gente

Sorriso - MT



Caso de menina desaparecida em Sorriso completa três anos neste sábado 


Neste sábado (1) completam-se três anos do desaparecimento da menina Sara Vitória Fogaça Paim (na época com cinco anos de idade) no município de Sorriso (412 km ao Norte de Cuiabá). A mãe dela, Eva Fogaça, ainda não tem notícias do paradeiro da criança.

Sara não é vista desde o dia 1º de junho de 2010, quando saiu de dentro de sua residência, no Jardim Primavera, para brincar na rua. Nem a Polícia Civil, nem os familiares, têm pistas do que possa ter acontecido com ela. A mãe de Sara nem espera mais alguma solução do caso por parte da polícia.

  
A criança é morena, olhos castanhos, cabelos ondulados e no dia que sumiu trajava apenas short azul e tamanco. Ela foi vista pela última vez no estádio Egídio Preima, quando brincava com amiguinhos. A Perícia Técnica chegou a analisar manchas de sangue nas paredes de um cômodo no estádio, mas não foi confirmado se tratar de sangue da menina.

O então delegado da Polícia Civil de Sorriso, Bráulio Junqueira, conduziu as investigações do caso. Cerca de dez dias após o sumiço, ele ampliou a linha de investigação e começou a apurar se pessoas no município que já tiveram algum tipo de acusação de crimes sexuais estariam envolvidos. No entanto, não houve fatos que ligassem tais pessoas ao sumiço de Sara.

Entes familiares também foram investigados. Uma suspeita que também foi analisada é a possível retirada da menina do município, já que o caso mobilizou a sociedade sorrisense e, caso houvesse um homicídio da criança, por exemplo, o corpo teria sido encontrado por algum morador da cidade.

* Do Jornal Cenário MT