Gente Buscando Gente

Quadro Desaparecidos - 25-04-2013


Toda quinta-feira em Governador Valadares as pessoas que procuram familiares desaparecidos ou que tenham perdido o contato se encontram na Praça Getúlio Vargas no Bairro de Lourdes para participarem do Quadro Desaparecidos feito pela TV Leste.

 
Manoel Nicolau da Cunha procura pelo sobrinho ERNESTO INÁCIO DA CUNHA que saiu de Frei Inocêncio – MG quando tinha 16 anos para ir para a cidade de Jacareí no estado de São Paulo.

 
Luzia Soares Machado procura pelo tio DEUSDETE JACINTO DA SILVA que não vê há 50 anos. O tio teria saído de Mantena em Minas Gerais para ir morar em Belo Horizonte.


Rosana Lúcia Ribeiro procura pela filha DAIANE RIBEIRO DA SILVA desaparecida há cinco meses.


Maria de Lourdes da Silva procura pela filha MÁRCIA que foi adotada aos dois dias de nascido. Ela conta que morava no Bairro Esperança em Governador Valadares com o marido. E quando eles se separaram ela havia ficado desamparada e sem condições de criar os outros filhos e a que estava para nascer. Então ela foi recebida na casa de uma mulher que segundo suas lembranças era esposa de um policial. Este casal a recebeu e ela permaneceu na casa deles até o nascimento da filha. No segundo dia após o nascimento, na saída do hospital, ela entregou a filha para uma pessoa de apelido “Zica”. Em seguida ela retornou para a sua casa. Dona Maria conta ainda que viu a filha no Bairro São Paulo na mesma cidade quando ela já estava com 16 anos. Mas que depois não soube mais do paradeiro das pessoas que criavam a filha.


Maria Gonçalves de Azevedo procura pelo irmão OSWALDO FERNANDES SOARES que desapareceu em Governador Valadares em 11 de abril de 2007. Ele faz uso de medicamentos controlados.


Dilma Fernandes Veloso Pacheco procura pela irmã DILSA FERNANDES VELOSO que não vê há 40 anos. As duas moravam em Mantena, Minas Gerais quando o pai buscou a irmã que na época estava com um ano e a levou com ele para localidade desconhecida. Aos 14 anos o pai pediu que uma pessoa a levasse de volta para a casa da avó onde permaneceu uns dias até a irmã decidir ir sozinha para Belo Horizonte.