Gente Buscando Gente

Porto Alegre - RS


Familiares de jovem desaparecida realizam caminhada

Objetivo é buscar um desfecho para o sumiço da jovem ocorrido há quase 40 dias

Familiares e amigos de Daniela Ferreira, de 19 anos, desaparecida desde o dia 29 de julho, fizeram um protesto na manhã desta sexta-feira, 7. O objetivo foi o de sensibilizar a polícia para que o caso não seja esquecido e alertar para a necessidade de maior segurança para o município de Agudo, localizado há 250 km da capital Porto Alegre.

Daniela foi vista pela última vez quando retornava de uma festa. As imagens das câmeras de vigilância de um estabelecimento comercial registraram o momento em que a jovem caminhava pela Avenida Concórdia, no Centro da cidade. Um suspeito foi identificado por meio das imagens. Ele aparece seguindo no mesmo trajeto da estudante.

O homem foi identificado como um detento do regime semiaberto, que cumpria pena no presídio local. Naquele final de semana, o apenado tinha recebido dispensa para visitar familiares na Região Metropolitana. Procurado pela polícia, ele se recusou a falar sobre o caso. A polícia encaminhou roupas e uma faca encontrados com ele para análise no Instituto Geral de Perícias. Os laudos ainda não foram recebidos pela DP local.

O desaparecimento chocou os moradores

de Agudo, que auxiliaram nas buscas pela jovem. Durante 10 dias, a polícia e o Corpo de Bombeiros procuraram por Daniela em diversos pontos do município, mas nada foi encontrado.

Os investigadores trabalham com a hipótese de homicíido. “As pessoas estão todas assustadas com o que aconteceu. Os moradores aqui não eram acostumados com esse tipo de violência. Queremos justiça pela Daniela, mas também queremos que isso não volte a se repetir aqui”, disse Vanessa Ferreira, irmã da jovem.

* Com informações do Jornal Gazeta do Sul

http://www.gaz.com.br